Multiplicam-se as previsões e as antevisões do que marcará os próximos meses no mundo empresarial. Um dado é certo: Com as tendências online, as redes sociais e todo o sector tecnológico a evoluir à velocidade da luz, os empresários terão de esforçar-se muito mais para acompanhar as mudanças e usá-las a favor dos seus negócios. Conheça então as principais tendências para empresas para este ano.

  1. Presença obrigatória nas redes sociais

Mais do que nunca, este será o ano em que as empresas irão marcar presença nas várias redes sociais sobretudo para estarem mais perto dos seus clientes e acompanharem as tendências de consumo em constante mutação.

  1. Aposta no e-mail como ferramenta de marketing

Apesar do domínio das redes sociais, deve planear levar a cabo campanhas de marketing via e-mail este ano, usando essas mesmas acções para inspirar os destinatários a fazer partilhas online.

O e-mail continua a ser uma forma significativamente mais eficaz de cativar consumidores do que o Facebook e Twitter em conjunto. A razão prende-se com o facto de os consumidores usarem o e-mail diariamente, apesar do declínio no correio electrónico, face a outras formas de comunicação online.

  1. Poupança com a computação na nuvem

Outras das preocupações das empresas para 2021 é a redução de custos operacionais, sendo esperam poupar dinheiro com o uso de sistemas de computação em nuvem em 2021.

A maior poupança surge no momento em que as empresas transferem o armazenamento de dados de um servidor físico nas instalações da própria empresa para uma estrutura semelhante virtual (chamada ‘cloud’, nuvem em português), ou seja, alojada na internet. Desta forma, as empresas dispensam o avultado investimento inicial em equipamento tecnológico e contratam serviços de computação em nuvem que podem gerir e pagar em função das suas necessidades de negócio.

  1. Oferta de serviços com base na localização e contexto

Numa era em que a mobilidade já se tornou num dado adquirido, com os ‘smartphones’ a representarem mais de 50% dos telemóveis existentes no mundo, o Cisco Technology Radar prevê uma explosão da tendência de oferta de serviços com base no contexto e localização dos consumidores. Basicamente, os dispositivos móveis que transportamos para todo o lado têm capacidade para armazenar informações sobre os seus utilizadores, gostos e hábitos, podendo depois sugerir produtos e serviços através de aplicações como o Google Now ou o Voice Search, com base numa tecnologia de localização através do Connected Mobile Experiences. Para as empresas, esta tecnologia permite localizar os clientes através da rede WiFi e disponibilizar serviços ou promoções diretamente para o ‘smartphone’.

Da mesma forma, e tendo em conta que já em 2017 cerca de 87% dos dispositivos ligados à internet eram ‘tablets’ ou ‘smartphones’, segundo a revista Forbes, é cada vez mais importante que as empresas criem conteúdos adaptados e acessíveis nos dispositivos móveis.

Leave a comment