O consultor da INOVE – Consultores Empresariais, Frantz Tavares, recomendou hoje as empresas a fazerem a “identificação realista” daquilo que é o perfil do sector hoteleiro nacional e trabalhar produtos e serviços que se adequam aos clientes.

Frantz Tavares falava durante a apresentação da “Estratégias para aceder e reforçar as relações comerciais com o sector hoteleiro em Cabo Verde”, evento promovido na Cidade da Praia, pela Câmara de Comércio de Sotavento em parceria com a INOVE Consultores Empresariais.

No seu entender, as empresas devem adoptar medidas e estratégias que lhes permitam estabelecer e reforçar a relação com o sector hoteleiro e as empresas que fornecem bens e serviços, sendo que o sector e a economia estão em fase de desenvolvimento.

“Neste momento, nós temos uma economia que cresce, um sector hoteleiro que cresce até mais rápido do que a economia, mas temos sectores que podiam aproveitar dessa dinâmica de crescimento, mas não conseguem porque há falhas nessa relação entre o sector hoteleiro e vários outros sectores”, constatou.

Para tal, defendeu que é preciso identificar essas falhas, sobretudo do ponto de vista daquilo que as empresas podem fazer por forma a melhorar essa relação, conseguir vender mais bens e serviços e aproveitar dessa dinâmica do sector hoteleiro.

Frantz Tavares, que é também director executivo da INOVE – Consultores Empresariais, considerou ainda que é necessário compreender o funcionamento do sector hoteleiro, e que as empresas precisam fazer uma identificação muito realista daquilo que é o perfil do sector hoteleiro e perceber o que lhes interessa.

Por outro lado, acrescentou, devem também trabalhar produtos e serviços que se adequam ao perfil dos clientes de modo a oferecer algo que coaduna com o interesse do sector hoteleiro.

Tendo em conta que este sector tem as maiores empresas do país, o consultor da INOVE considerou que as mesmas têm de ter condições, do ponto de vista de qualidade, de volume e de capacidade financeira, para manter e fazer perdurar essa relação com os outros sectores.

Fonte: AV/CP (Inforpress)

Leave a comment