Existem produtos de apoio ao investimento específicos para cada uma das principais necessidades de investimento. O prazo de reembolso do crédito está normalmente dependente da vida útil do bem adquirido.

Exemplos de produtos de apoio ao investimento:

  • microcrédito: financiamento tradicional de valor reduzido, concedido a pessoas com dificuldades em aceder a outros produtos de crédito, quer se encontrem numa situação de desemprego quer sejam pequenos empresários, e com motivação para desenvolver uma actividade económica;
  • empréstimo de médio e longo prazo: contrato de crédito reembolsável a mais de um ano cujo montante é inicialmente transferido para a conta de depósito à ordem;
  • leasing imobiliário e mobiliário: financiamento através do qual a instituição de crédito (o locador) cede um bem móvel ou imóvel à empresa (locatário) mediante o pagamento de uma renda, por um prazo determinado, tendo o locatário opção de compra do bem, no final do prazo.

Vantagens do financiamento ao investimento:

  • O custo total deste tipo de crédito, avaliado pela respectiva taxa anual de encargos (TAE), é normalmente inferior ao do crédito de médio e longo prazo;
  • O financiamento é geralmente reembolsado em prestações constantes;
  • É um financiamento mais estável para a empresa, já que o período de reembolso é de médio e longo prazo.

Desvantagens do financiamento ao investimento:

  • Maior exigência em termos de garantias;
  • É uma modalidade de crédito cuja utilização está, normalmente, limitada ao financiamento da aquisição de imobilizado corpóreo e incorpóreo;
  • As instituições financeiras tendem a dificultar a concessão destas modalidades de financiamento às empresas, em fase de criação, que não apresentem garantias.

Leave a comment